2020

Portugal regressa ao convívio das melhores equipas da Europa, depois de uma passagem de três anos pelo segundo nível competitivo do Continente - não considerando o Torneio das Seis Nações, claro!

Foi um período marcado por acontecimentos que prejudicaram objetivamente os interesses nacionais como a introdução do sistema de play-off para o acesso ao (agora) Championship, em claro benefício da equipa que disputou a competição de nível superior, ou como os castigos aplicados à generalidade das equipas do Championship, que levaram a Roménia do segundo posto da tabela, até ao último lugar tendo por isso disputado a manutenção com Portugal.

Desta vez a equipa nacional, dirigida por Martim Aguiar, não deixou qualquer dúvida quanto à justiça do resultado, que chegou a apresentar números muito significativos - 30-6 aos 9 minutos do segundo tempo ou 37-18 aos 20 minutos do segundo tempo.

Nos últimos minutos a Alemanha fez o que lhe competia, dando tudo por tudo para alterar o resultado, mas a equipa portuguesa resistiu com muita categoria e os donos da casa não conseguiram mais que chegar aos 37-30 com que terminou o encontro.

Agora é natural que haja uma tentativa alemã para acabar como Play-off, mas exige-se que Portugal não faça papel de tótó e exija que o mesmo se mantenha, continuando a beneficiar um grupo do qual agora voltamos a fazer parte.

Sem comentários:

Publicar um comentário